Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Acordo de Paris enfrenta primeiro teste

Representantes dos Estados que assinaram o acordo vão negociar em Bonn, na Alemanha, os termos de um novo mecanismo internacional sobre o clima que irá transferir fundos das nações desenvolvidas aos países em desenvolvimento com o objetivo de financiar projetos que contribuam para a mitigação das emissões de poluentes e apoiem o desenvolvimento sustentável.

O ar que respiramos e a água nossa de cada dia

De 2008 a 2013 a poluição na atmosfera urbana cresceu 8% em 795 cidades de 67 países. Nações do Oriente Médio e da Ásia são as mais problemáticas; as da Europa, menos. A Grande São Paulo tem poluição média de 19 microgramas de material particulado (2,5 por metro cúbico) na atmosfera, cerca do dobro aconselhado pela OMS.

Geração fotovoltaica ganha força com nova regulamentação, por Marcos Rodrigues da Silva

A microgeração e minigeração de energia solar vêm ganhando força após o aumento significativo nas tarifas de energia elétrica e as facilidades promovidas pela nova Resolução Normativa nº 687/2015 da Aneel, que entrou em vigor em março e melhorou a relação entre quem gera energia solar e as distribuidoras.

Os retrocessos no Semiárido Brasileiro, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

Vários retrocessos vieram junto com o governo interino desde o primeiro dia. Um ministério do tempo do Brasil Império – só homens de bens e brancos, sem negros, mulheres e indígenas -, o anúncio do corte na saúde, na educação, encolhimento do SUS, desvinculação do salário dos aposentados em relação ao salário mínimo, eliminação do MINC, daí prá frente.

Problemas fundiários, fiscalização precária e violência são entraves no combate ao desmatamento da Amazônia

O desmatamento ilegal da Floresta Amazônica avança a despeito da importância que a comunidade científica mundial e a sociedade atribuem ao bioma e ao impacto de sua destruição no clima do planeta. Em Mato Grosso, a região noroeste abriga o último maciço da floresta no estado e sofre forte pressão para exploração madeireira e ocupação de novas áreas para a produção agropecuária.

Notas sobre Geoquímica Urbana, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

A fuligem percebida ao limpar janelas, móveis e folhas de plantas; a sujeira e o odor fétido de canais e rios urbanos; as notícias e registros de contaminações de águas subterrâneas e superficiais; os acúmulos de lixos domésticos e de materiais de construção; “vales” e voçorocas geradas por águas servidas, todos esses casos, são exemplos relativamente comuns decorrentes de atividades urbanas em centros urbanos e que, evidentemente, influenciam e modificam as condições geoquímicas do ambiente natural.

Estudo mostra como aquecimento global pode afetar os recifes de Abrolhos

Os recifes de Abrolhos são os maiores do Atlântico Sul. Pesquisadores da Rede Abrolhos, que monitoram esses recifes, acompanharam o desenvolvimento de organismos sobre placas artificiais mantidas no ambiente, fazendo medidas contínuas da temperatura da água entre 2012 e 2014.

Regulamentação da Lei da Biodiversidade é um retrocesso e abre margem para judicialização, avalia especialista

Antes da publicação do decreto, a SBPC encaminhou, em 02 de maio, uma carta ao Ministério do Meio Ambiente, com cópia à Casa Civil e ao MCTI, em que alertava que o texto estabelecia procedimentos “excessivamente” burocráticos, que poderiam atrasar a pesquisa e o desenvolvimento científicos e tecnológicos do País

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros