Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Estudo abre caminho para novos tratamentos contra esquizofrenia

Um conjunto de estudos feitos no Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (IB-Unicamp) indica que disfunções nos oligodendrócitos – um tipo de célula cerebral importante para a atividade dos neurônios – podem ter papel central no desenvolvimento da esquizofrenia.

Grupo que fraudava licenças de pesca gerou prejuízo de R$ 1,4 bilhão, diz Ibama

A organização criminosa suspeita de atuar na concessão ilegal de permissões de pesca industrial, desarticulada na quinta-feira (15) pela Polícia Federal, gerou R$ 1,4 bilhão em danos ambientais, segundo informações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Antioxidantes podem promover progressão do melanoma, diz estudo

Os antioxidantes, moléculas associadas com a melhora da saúde das células e retardo do envelhecimento, poderiam ter um efeito negativo sobre o melanoma, o tipo mais mortal de câncer de pele, facilitando a propagação das metástases. É o que diz um estudo publicado nesta quarta-feira (14) revista britânica “Nature”.

3 em cada 5 CEOs tomam atitudes relacionadas às mudanças climáticas

Três quartos dos CEOs entrevistados pela consultoria PwC disseram que estão desenvolvendo novos produtos e serviços para responder às alterações climáticas, e um terço alega que tais iniciativas estão colaborando para o crescimento de seus negócios, segundo o estudo “CEO Pulse: climate change”.
quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Horário de verão deve promover economia de R$ 7 bi

O horário de verão 2015/2016 deverá gerar uma economia de R$ 7 bilhões para o País. A estimativa leva em consideração a expectativa de que deixarão de ser consumidos 2.610 megawatts (MW) na edição 2015-2016, evitando gastos em novos investimentos.

Roda de conversa debate resíduos sólidos

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) realiza, nesta quinta-feira (15), roda de conversa sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A diretora de Ambiente Urbano do MMA, Zilda Veloso, estará, a partir das 10 horas, no auditório do Edifício Sede do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília, para apresentar o tema, detalhar informações e esclarecer todas as dúvidas.

Degelo da Antártida pode aumentar o nível do mar em 3 metros

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Victoria, na Nova Zelândia, sugeriu que o degelo da Antártida, como consequência da mudança climática, pode aumentar o nível do mar em até três metros no ano 2300, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira pela revista Nature.

Relatório denuncia violação de direitos humanos na crise da água em São Paulo

A Aliança Pela Água, o Coletivo de Luta Pela Água, o Greenpeace e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) divulgaram ontem (13) um relatório em que apontam indícios de violação de direitos humanos na gestão hídrica do estado de São Paulo.

Recursos financeiros são fundamentais para conter mudanças climáticas

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon destacou que recursos financeiros são fundamentais para construir uma Agenda 2030 focada no desenvolvimento sustentável em reunião de Ministros do Financiamento Climático em Lima, Peru que aconteceu nesta sexta-feira (09).

Pequim arrecada 13,8 milhões de euros em multas por poluição

A capital chinesa arrecadou 100 milhões de yuan (13,85 milhões de euros) em multas aplicadas por violação das normas ambientais nos primeiros nove meses do ano, quase o dobro do mesmo período do ano passado, informou na terça-feira (13) a agência oficial de notícias Xinhua.

Cúpula de Paris deve traçar meta de eliminar emissões até 2050, segundo Pnuma

A Cúpula Mundial sobre a Mudança Climática (COP21) que Paris sediará em menos de dois meses deve traçar uma nova meta global de longo prazo, como a eliminação de emissões de carbono até o ano de 2050, disse o diretor-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o brasileiro Achim Steiner.

Vice-presidente do IPCC diz que ainda há tempo para limitar efeito estufa

A humanidade ainda tem tempo para evitar catástrofes irreversíveis, limitando a 2 graus Celsius o aumento da temperatura do planeta, embora para isso deve atuar de forma urgente, segundo a cientista brasileira Thelma Krug, recém escolhida vice-presidente do IPCC.

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros