Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

Banco Asiático financiará projetos verdes

O Banco Asiático de Investimento e Infraestrutura (BAII), a primeira instituição multilateral encabeçada pela China, comprometeu US$ 500 milhões em quatro empréstimos concedidos a Bangladesh, Indonésia, Paquistão e Tajiquistão, começando a garantir seu peso no desenvolvimento de alguns dos países mais povoados do mundo.

Agrotóxicos: liderança indesejável

As notícias não mudam: por mais que a ciência e a comunicação alertem com frequência, o Brasil continua a ser o líder mundial no uso de agrotóxicos – e ainda os isenta ou reduz o pagamento de impostos como ICMS (redução de 60%), PIS/Cofins e outros, enquanto medicamentos têm incentivos de 34% (Envolverde, maio de 2016).

Oceanos se recuperaram após acidente de Fukushima, dizem cientistas

Os cientistas acreditam que, após o acidente na usina nuclear japonesa de Fukushima 1, o nível de radiação nos oceanos voltou ao normal. Esta conclusão consta do relatório do Comitê Científico de Pesquisas Oceânicas (Scientific Committee on Oceanic Research), que reúne especialistas de todo o mundo. O acidente ocorreu em março de 2011.
quarta-feira, 6 de julho de 2016

População e Vereadores discutem situação de cemitérios da região

A Câmara Municipal de Florianópolis realizou nesta sexta-feira, 1º de julho, no âmbito da Comissão de Viação e Obras Públicas, Audiência para discutir as condições precárias e o número de vagas disponíveis nos cemitérios públicos de Florianópolis, em atendimento a requerimento do vereador Edson Lemos (PSDB).

Prefeitura lança ações para aumentar vagas nos cemitérios

A administração municipal lançou um edital para fazer um levantamento dos jazigos que não possuem o título de Aforamento Perpétuo ou que estejam em estado de abandono nos cemitérios de Palhoça. Quem não regularizar sua situação pode sofrer a pena de desapropriação.

São José pode ficar sem vagas nos cemitérios municipais ainda em 2016

Dos quatro cemitérios administrados pela Prefeitura de São José apenas um ainda tem vagas. Das 1 mil sepulturas e 120 gavetas, apenas 300 jazigos estão vagos no cemitério São João Batista, no bairro Forquilhas. Segundo informações da Secretaria de Serviços Públicos (SUSP) – responsável pela administração dos cemitérios – esse número deve ser suficiente para atender a população somente até o final deste ano.

São Paulo está sem lei florestal

Recentemente a Justiça suspendeu a Lei Estadual 15.684/15, que criou o Programa de Regularização Ambiental. O entendimento que ela seja inconstitucional apenas corroborara o que organizações ambientalistas participantes do Movimento #MaisFlorestasPRASaoPaulo já alertavam desde o início do ano para as claras incongruências previstas em seus artigos.

Riscos e atrasos na agenda sustentável do Brasil

O Brasil está bastante atrasado no atendimento das determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que datam de 2010 e incluem a hierarquia na gestão de resíduos como um de seus pilares e, no ritmo atual, certamente não dará conta de cumprir com o compromisso assumido perante a ONU para adoção da ordem de prioridade de ações até 2030.

Campanha Energia para a Vida propõe microgeração solar como alternativa viável à matriz elétrica brasileira

O Fórum Mato-Grossense de Meio Ambiente e Desenvolvimento (Formad), por meio da representação  titular do Instituto Centro de Vida (ICV) e do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), na suplência,  está apoiando a Campanha Energia para a Vida, lançada em 2014, que é uma iniciativa da Frente por uma Nova Política Energética para o Brasil.
segunda-feira, 4 de julho de 2016

Jardins Filtrantes: Esgoto doméstico rural se transforma em adubo orgânico

No meio rural é comum um buraco simples cavado ao lado da casa servir de depósito para o esgoto doméstico, a chamada fossa negra. Com o tempo, os dejetos desaparecem e os usuários interpretam que o sistema é limpo e seguro. Longe disso, o material não desaparece, ele penetra em regiões mais profundas contaminando solo e lençóis freáticos. Ao usar água de poços próximos, a família começa a ficar doente.

Pesquisador da Embrapa cria irrigador solar automático com garrafas usadas

Um irrigador automático que não usa eletricidade e ainda pode ser feito com materiais usados. Essa criação rústica e eficaz de um pesquisador da Embrapa poderá ajudar de pequenos produtores a jardineiros amadores a manter seus canteiros irrigados automaticamente pelo método de gotejamento.

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros