Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

Lançamento de esgoto e resíduos com agrotóxicos afetam o rio São Francisco

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) ajuizou ação contra a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco, a Codevasf, por causa do lançamento de resíduos com alto teor de agrotóxico, no rio São Francisco. A União, o Estado de Sergipe e o município de Ilha das Flores também são réus no processo.

Modelo que avalia a segurança de reatores nucleares é premiado nos Estados Unidos

O vaso de pressão, que aloja o núcleo do reator, é o componente estrutural mais crítico do sistema PWR (pressurized water reactor ou reator de água pressurizada), utilizado nas usinas nucleares de Angra dos Reis e no futuro submarino de propulsão nuclear da Marinha do Brasil.
quinta-feira, 23 de julho de 2015

Pesquisa sobre os resíduos sólidos, coleta seletiva, responsabilidade compartilhada e educação ambiental

A ampliação pelo Senado brasileiro das datas para que os municípios do país implantem as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, modificando o artigo 54 da Lei 12.305/2010 e postergando até 2021 a eliminação dos lixões, desestimula as políticas públicas atualmente operacionais ou em construção para a implantação de projetos de coleta seletiva, responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos e suas embalagens, desenvolvimento da educação ambiental e atuação organizada dos trabalhadores com materiais recicláveis – catadores, assim como também prejudica o desenvolvimento e uso de tecnologias diversas relacionadas com a gestão ambiental adequada dos resíduos do consumo e produção.

A interdisciplinaridade das mudanças climáticas. Entrevista com Tercio Ambrizzi

“Mais que multidisciplinar, as mudanças climáticas são interdisciplinares. Por exemplo, um aumento de temperatura tem impactos na saúde, na produção agrícola, na economia, etc. Note que tudo está inter-relacionado e devemos tratar este tema de forma conjunta e não isoladamente”, afirma o pesquisador.

Micro centrais elétricas a biogás, artigo de Roberto Naime

Está sendo desenvolvida e aqui deve ser descrita, apresentada e saudada, a iniciativa, a criação de várias microcentrais termelétricas a biogás, gerado a partir de criação de animais, com a coleta com beneficiamento de esterco por digestão anaeróbica e posterior geração elétrica com possibilidade de conexão pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Mortandade de 40t de peixes no rio Tietê gera multa de mais de R$ 200 mil

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) divulgou nesta quarta-feira (22) o relatório com as causas da grande mortandade de peixes no Rio Tietê, em Salto (SP), no fim do ano passado. Na época, as águas do rio ficaram pretas, um fenômeno provocado pela movimentação de resíduos no fundo do rio, provocado pelas chuvas.

Pesquisadores estudam melhorias nos sistemas de alertas climáticos

Pesquisadores de 30 institutos se reuniram até esta quarta-feira (22) no Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), em Cachoeira Paulista (SP), para discutir maneiras de melhorar a troca de informações que possam ajudar a criar alertas climáticos. Esses dados ajudariam a evitar futuramente um novo colapso nas represas.

Esboço de acordo climático deve ser mais curto e claro, diz diplomata

Os ministros que estão trabalhando em um novo acordo da Organização das Nações Unidas (ONU) para lidar com a mudança climática, que deve ser firmado em dezembro, precisam de um texto mais curto e mais administrável do que o rascunho atual para negociar, disse um diplomata envolvido nas negociações, após conversas informais em Paris.
quarta-feira, 22 de julho de 2015

Um ano após ‘megalimpeza’, novo mutirão é feito no rio Tietê em Salto/SP

O trecho do rio Tietê que atravessa a cidade de Salto (SP) passava por uma grande operação de limpeza há um ano. Equipes da prefeitura e da limpeza pública se organizaram para promover uma ação histórica que retirou 18 toneladas de lixo do rio – 12 toneladas apenas na região do complexo da cachoeira, que compreende o memorial, ponto turístico da cidade.

Reunião em Paris sobre aquecimento global consegue avanços rumo à COP21

Quarenta personalidades religiosas e vozes relevantes da sociedade civil se reuniram nesta terça-feira (21) em Paris em uma “cúpula das consciências sobre o clima”, enquanto na frente diplomática houve progresso significativo em face de um acordo global no final do ano.

Baixa temperatura do verão de 2013 atrasou o degelo no Ártico

O gelo que flutua nas águas do Ártico recuperou 41% de seu volume em 2013 quando as temperaturas no verão (hemisfério norte) foram 5% mais baixas que nos anos precedentes, o que atrasou em alguns anos o recuo dos bancos, indicou a Agência Espacial Europeia (ESA) em comunicado divulgado nesta terça-feira.

Seca no Nordeste e as consequências da má gestão dos recursos hídricos. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior

“A prioridade no momento é fazer medidas de curto prazo, porque estamos atravessando a maior seca do século, temos o maior problema de carro-pipa da história, e esse já é um indicador da falência do sistema de abastecimento na região”, adverte o engenheiro hidráulico.

As grandes ameaças à humanidade

Pode-se dizer que o mundo está dividido quanto qual seria a maior ameaça à humanidade, se a devastação causada pela mudança climática ou o desenfreado terror semeado pelo Estado Islâmico (EI). De acordo com um estudo do Centro de Pesquisa Pew, que mediu as percepções das pessoas sobre qual é a maior ameaça internacional, a mudança climática figura como a “maior preocupação” dos entrevistados em todo o mundo.

Crise elétrica para além de São Pedro

O Brasil encara uma grave crise no setor elétrico. As contas de luz não param de subir e o risco de racionamento ainda existe. Além dos brasileiros, quem sofre é São Pedro, culpado pela falta de água nos reservatórios das hidrelétricas. Mal sabe o santo – e a população – que muito do que ocasionou a crise foram decisões políticas tomadas nos idos de 2012.
terça-feira, 21 de julho de 2015

Hortas comunitárias e agricultura urbana, artigo de Roberto Naime

Já é uma tendência mundial e se ainda não chegou com a força e a vitalidade que merecia ao Brasil, isto decorre da ausência de maior organização na sociedade civil e da histórica carência de gestão no setor público. As hortas comunitárias são uma expressão de realidade já relevante em cidades europeias e demonstram que é só querer fazer a diferença para modificar a paisagem.

Pegada hídrica e o uso consciente da água nas metrópoles. Entrevista com Vanessa Empinotti

“O manejo e a gestão da água nas metrópoles poderiam assumir uma nova dimensão ao proporcionar uma reflexão sobre o modelo predominante utilizado hoje para garantir a sua segurança hídrica e o acesso à agua por seus habitantes e atividades econômicas”, afirma a engenheira agrônoma.

2014 foi o ano mais quente da história, afirma relatório dos EUA

Um relatório divulgado pelo governo dos Estados Unidos na última quinta-feira (16) deu um prognóstico mais preciso sobre os efeitos do aquecimento global no mundo, no ano de 2014. E ele não é bom. O ano foi o mais quente da história, desde que se começou a medir a temperatura global. Praticamente todos os continentes registraram recordes de temperatura.

MMA promove debate sobre resíduos tóxicos

O Ministério do Meio Ambiente realiza, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), promove nas próximas terça e quarta-feira (21 e 22/07), no Hotel Gran Bittar, em Brasília, o encontro Técnicas e Tecnologias de Tratamento e Destinação Final de Bifenilas Policloradas (PCBs) e Outros Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs).

Crises hídricas tendem a se agravar, afirma especialista

A crise hídrica que algumas regiões do Brasil estão enfrentando atualmente não é um fenômeno atual, mas já vem ocorrendo há muito tempo no mundo e é caracterizada não apenas pela seca e a falta de água em regiões, como o Sudeste do país, mas também por extremos hidrológicos, como as inundações que estão acontecendo na região Sul.

Japão compromete-se a reduzir emissões de gases em 26% até 2030

O governo japonês anunciou na sexta-feira (17) a decisão de reduzir até 2030 as emissões de gases causadores de efeitos estufa em 26%, em relação aos níveis de 2013. O compromisso vai ser apresentado na 21ª Conferência das Partes (COP 21) da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, que acontecerá em Paris, em novembro e dezembro deste ano.

China pode salvar milhares de vidas se diminuir uso de carvão pós 2020

Estabelecer um pico para o consumo de carvão até 2020 poderá fazer com que a China economize bilhões de dólares em custos ambientais, reduza o consumo de água em cerca de 30% e impeça dezenas de milhares de mortes por doenças relacionadas a esse mineral, de acordo com um estudo divulgado nesta quinta-feira (16).

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros