Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Piketty está certo, democracia e capitalismo não convivem

Está causando furor entre os leitores de assuntos econômicos, economistas e principalmente pânico entre os muito ricos um livro de 700 páginas escrito em 2013 e publicado em muitos países em 2014. Transformou-se num verdadeiro best-seller. Trata-se de uma obra de investigação, cobrindo 250 anos, de um dos mais jovens (43 anos) e brilhantes economistas franceses, Thomas Piketty. O livro se intitula O capital no século XXI (Seuil, Paris 2013). Aborda fundamentalmente a relação de desigualdade social produzida por heranças, rendas e principalmente pelo processo de acumulação capitalista, tendo como material de análise particularmente a Europa e os EUA.

MEC pede fim da publicidade nas escolas

O Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), elaborou uma Nota Técnica visando a implementação da Resolução 163/2014 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) – que considera abusiva a publicidade e a comunicação mercadológica dirigidas às crianças – em todas as unidades escolares das redes municipais e estaduais de ensino.

Grande expedição vai estudar poluição plástica no Mediterrâneo

A veleiro francês Tara retornou nesta quarta-feira (28) ao mar Mediterrâneo para uma longa missão de avaliação sobre a presença de resíduos plásticos nas águas e o impacto dos dejetos nos ecossistemas marinhos. O barco, que partiu de Toulon, vai realizar escalas em 13 países, ao longo de sete meses.

58% das obras do PAC Saneamento estão com atraso; Ministério das Cidades discorda

Apesar do avanço na execução de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Saneamento, 58% dos projetos de esgoto estão em situação inadequada em relação ao cronograma, aponta levantamento, divulgado ontem (29), pelo Instituto Trata Brasil. A pesquisa revela que, desse total, 23% das obras estão paralisadas, 22% atrasadas e 13% não foram iniciadas. Foram analisados 149 empreendimentos dos quais 28 estavam concluídas no final de 2013 e 28 em situação normal de andamento.

Fiocruz apura aumento de câncer em mina de urânio na Bahia

O relatório preliminar da “Pesquisa Participativa de Base Comunitária sobre Problemas de Saúde na Área Próxima à Mina de Urânio em Caetité, Bahia” traz indícios de que o aumento dos casos de câncer observado em Caetité, a 750 km de Salvador, capital do Estado, estão potencialmente associados à radiação presente no entorno das instalações das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), que abastece as usinas atômicas de Angra dos Reis (RJ). (http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/35427). 

Somos todos ambientalistas, artigo de Heitor Scalambrini Costa

Persiste entre formadores de opinião o uso do termo ambientalista pejorativamente, para depreciar os cidadãos que lutam pela causa ambiental, além de também esconder outras intenções, menos ingênuas, como fazer o jogo dos poderosos, dos poluidores, que têm seus interesses contrariados pela persistência daqueles que defendem a preservação do meio ambiente e das condições de vida no planeta.

Meta de despoluição da Baía de Guanabara é otimista demais para pesquisador

O saneamento de 80% da Baía de Guanabara até 2016, um dos compromissos do Poder Público para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, é praticamente inalcançável, avaliou na quinta-feira (29) o pesquisador José Feres, do Instituto de Política Econômica Aplicada (Ipea). Feres publicou o artigo Em Águas Turvas: Governança do Programa de Despoluição da Baía de Guanabara no 5º Boletim de Análise Político-Institucional do Ipea, no qual afirma que o sucesso da iniciativa depende mais de uma articulação na governança do que de recursos humanos ou financeiros.

MMA financia inclusão de catadores em seis sedes da Copa do Mundo

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) abriu linha de apoio às cidades-sede da Copa do Mundo para a inclusão de catadores de material reciclável e seis localidades foram contempladas com R$ 2,3 milhões. Com o investimento, estes pequenos empreendedores realizarão a coleta seletiva no entorno das arenas onde serão disputados os jogos e em festas oficiais para as torcidas. Todo o material recolhido será destinado às cooperativas de reciclagem.

Instrumentos econômicos nas políticas ambientais terão seminário

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) reúne, nesta sexta-feira (30), em Brasília, especialistas que discutirão e avaliarão as políticas públicas federais, estaduais e municipais que utilizam instrumentos econômicos de gestão ambiental. O seminário “Instrumentos Econômicos nas Políticas Ambientais: Experiências Brasileiras” é uma oportunidade de debater o sistema de incentivos econômicos e os limites e desafios de cada tipo de modalidade de instrumentos, tanto coercitivos, quanto voluntários.

Projeto avalia impacto da ocupação humana em florestas tropicais

Entender como a crescente ocupação da floresta tropical pelo homem poderá impactar a biodiversidade, os serviços ecossistêmicos e o clima local e global é o principal objetivo do Projeto Temático “ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica”, que reúne mais de 40 pesquisadores brasileiros e britânicos.

Propaganda comercial de produtos de fumo, artigo de Paulo Afonso da Mata Machado

As campanhas antifumo têm sortido efeito. Muitas pessoas vêm deixando de fumar. A esse número se junta o de óbitos e o dos que deixam de fumar por questões de saúde: adquiriram câncer no pulmão, enfisema pulmonar ou infarto do miocárdio, ou ainda, como o ex-presidente Lula, foram acometidos de câncer na laringe.

Meio físico e meio ambiente, artigo de Roberto Naime

O meio físico representa o substrato físico onde a vida se desenvolve. O grande diferencial no estudo do meio físico é o fator tempo. O planeta terra tem aproximadamente 4,5 bilhões de anos. Para medir o tempo geológico são utilizados elementos radioativos contidos em certos minerais.

Copa do Mundo no Brasil será marcada pela sustentabilidade

Um conjunto de ações que promoverão a sustentabilidade na Copa do Mundo de 2014 foi anunciado, na terça-feira (27), pelo governo federal. Entre as medidas, estão a compensação total, antes mesmo do início dos jogos, das emissões diretas de gases de efeito estufa geradas pelo evento, a certificação ambiental dos estádios, a inclusão social dos catadores e o incentivo ao ecoturismo. O objetivo é alinhar a agenda ambiental ao torneio de futebol.

Argentinos criam app que transforma celular em aparelho auditivo

Um grupo de estudantes de engenharia de Jujuy, extremo norte da Argentina, criou o aplicativo uSound, capaz de transformar o celular em um poderoso aparelho auditivo de baixo custo para pessoas com problemas de audição, uma opção já está disponível para usuários do sistema Android.

Seleção de catadores vai reciclar lixo produzido nos jogos da Copa

Eduardo Ferreira de Paula foi convocado para a Copa do Mundo. Mas ele não vai entrar em campo. Com 25 anos de experiência como catador de materiais reciclados, vai coordenar a equipe que fará a coleta seletiva no Itaquerão, estádio onde o Brasil faz o jogo de abertura do Mundial.

Mudança climática pode agravar crise hídrica nos centros urbanos

Eventos climáticos extremos, como estiagens prolongadas, fortes tempestades e ondas de calor ou frio intenso, devem se tornar mais frequentes à medida que a temperatura do planeta se eleva – o que poderá impactar a disponibilidade dos recursos hídricos nos grandes centros urbanos brasileiros.

O choque de oferta energética e o decrescimento, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

A natureza gastou entre 50 e 300 milhões de anos para desenvolver os estoques mundiais de combustíveis fósseis. Mas, desde que Edwin Laurentine Drake, em 1859, perfurou o primeiro poço para a produção de petróleo (a uma profundidade de 21 metros), no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, a humanidade já consumiu a metade das reservas existentes e recuperáveis. Até o final do século XX, em 125 anos, foram consumidos um trilhão de barris de petróleo. Calcula-se que outro trilhão será gasto em 30 anos, segundo o Cambridge Energy Research Associates.

Seminário internacional discutirá população, pobreza e meio ambiente

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) promovem, entre os dias 28 e 30 de maio, em Brasília, o seminário internacional Dinâmica Populacional, Pobreza e Meio Ambiente. O evento reunirá especialistas com o objetivo de discutir como as relações entre dinâmica populacional, a redução da pobreza e o meio ambiente estão se manifestando nas economias de mercado emergentes, e como estas economias podem promover formas de desenvolvimento mais sustentáveis. Os debates serão transmitidos em tempo real. A experiência e as melhores práticas de um grupo de países emergentes, os BICS (Brasil, Índia, China e África do Sul), que mais cresceram nos últimos anos, fornecerão o pano de fundo para esta discussão.

Setor privado é essencial para adaptação às mudanças climáticas

As mudanças climáticas são uma realidade cada vez mais difícil de ser ignorada e à humanidade resta adaptar-se para reduzir seu grau de vulnerabilidade. Diante dessa necessidade premente, cientistas têm se esforçado para engajar os formuladores de políticas públicas nas discussões sobre o tema. No entanto, pouca atenção é dada a um importante ator da sociedade: o setor privado.

Agroecologia, uma utopia real

Quando a multidão chegou na beira do São Francisco e subiu a ponte que une/separa Juazeiro, Bahia, de Petrolina, Pernambuco, e começou a cantar ‘Irá chegar um novo dia/ Um novo céu, uma nova terra, um novo mar./ E nesse dia os oprimidos/ a uma só voz irão cantar’ (Axé – Irá chegar, de Vera Lúcia), as lágrimas começaram a rolar. Era a caminhada dos participantes do III ENA (Encontro Nacional de Agroecologia), promovido pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), de 16 a 19 de maio, em Juazeiro, Bahia. O tema do III ENA não podia ser mais sugestivo: CUIDAR DA TERRA, ALIMENTAR A SAÚDE, CULTIVAR O FUTURO.

Em SP, conta de luz pode ser paga com material reciclável

Já imaginou pagar a conta de luz com lixo? Pode parecer estranho, mas isso já acontece em São Paulo e em Barueri. Por meio do Recicle Mais, Pague Menos, iniciativa da AES Eletropaulo, os clientes podem trocar materiais como papéis, plásticos, vidros e metais por desconto na conta de energia elétrica.

‘O futuro nos leva para o lixo zero, para a economia circular, a reutilização total’. Entrevista com Rodrigo Sabatini

“O futuro nos leva para o lixo zero, para a economia circular, para a reutilização total, por isso, precisamos de profissionais que pensem em mudar o processo de produção, mudar o conceito do produto e a aplicação dele, ou seja, remodelar o sistema”, diz o engenheiro civil.

Aperta-se o cerco aos resíduos nucleares, artigo de Washington Novaes

E agora? A União foi condenada pela Justiça Federal (Estado, 14/5) a definir o orçamento para implantação imediata do depósito final de rejeitos radioativos das usinas de Angra dos Reis (RJ), onde, desde1982, eles estão sendo colocados em piscinas dentro das próprias geradoras.

MMA e parceiros lançam campanha de coleta de resíduo eletroeletrônico

O Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com diversos órgãos, lança a campanha de coleta de resíduos eletroeletrônicos chamada “Eletro coletivo – nem tudo é lixo”. O material recolhido será encaminhado para a Organização da Sociedade de Interesse Público (OSCIP) Programando o Futuro, que fará o reaproveitamento dos resíduos e o descarte ambientalmente adequado do material que não for reutilizado.

Rio Grande do Sul destina 7 mil hectares ao cultivo de girassol

O cultivo de girassol se destaca no período entressafra de grãos no Rio Grande do Sul. A planta é de fácil adaptação ao clima e tem preço de venda regulado pelo valor da soja. De acordo com o IBGE, são quase sete mil hectares cultivados com o girassol em solo gaúcho.

Boto é encontrado morto no Rio Tubarão, em Laguna, Sul de SC

Pescadores do Rio Tubarão, em Laguna, Sul catarinense, encontraram um boto morto, na manhã deste sábado (24). A fêmea de aproximadamente dois metros de comprimento era bastante conhecida pelos trabalhadores do mar da região, pois pertencia à espécie que ajuda a encontrar e capturar o pescado na região. Ela era apelidada de “Zariguim” e tinha, no máximo, três anos de idade, conforme a Polícia Militar Ambiental (PMA).

Busca por novas bactérias leva pesquisadores a ambientes extremos

Coletar bactérias em um abismo marinho, a mais de 10 mil metros de profundidade, ou em desertos extremamente áridos, a até 5 mil metros de altitude, é a estratégia de campo adotada por pesquisadores da Escola de Biociências da University of Kent, no Reino Unido, para descobrir novas espécies de microrganismos.

"Os pássaros são tão capazes quanto nós"

Durante muito tempo predominou entre os neurocientistas a ideia de que o cérebro havia evoluído de forma linear. De acordo com a teoria proposta em meados do século 19 pelo neurologista alemão Ludwig Edinger (1855-1918), os peixes seriam os animais com o cérebro mais primitivo. Em seguida viriam os anfíbios, as aves e, finalmente, os mamíferos.

Fontes de água doce, ecossistemas de montanha estão ameaçados pelo aquecimento

As montanhas, fontes vitais de água doce, são alguns dos ecossistemas mais sensíveis às mudanças climáticas e estão sendo afetadas mais rapidamente do que outros habitats terrestres, advertiu a Unesco em um relatório apresentado no Peru durante um fórum para analisar o problema.

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros