Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Máquina retroescavadeira na praia junto ao trapiche e Rio do Bras

 ESCLARECIMENTO – PARECER TÉCNICO



Sobre as reclamações difundidas por e-mail a respeito de máquina retroescavadeira fazendo “buraco” na praia junto ao trapiche e a foz do Rio do Bras, passarei aqui o meu parecer técnico de Engenheiro Civil sobre o ocorrido: 

Mobilizações indígenas escancaram problemas ambientais e sociais no Brasil

Nos últimos dois anos, o país pôde presenciar a ira de ambientalistas ao verem a legislação florestal brasileira sendo transformada em um conjunto de regras em benefício do setor do agronegócio e outros grandes empreendimentos. Agora, a mesma lógica está sendo aplicada aos povos indígenas que assistem indignados aos ataques sobre seus direitos.

Ministro da Justiça diz que vai encaminhar à Câmara parecer sobre inconstitucionalidade da PEC 215


Brasília, 03/10/2013 – O membro do CNPI, cacique Marcos Xucurú, os ministros da Secretaria-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a diretora de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da Funai e presidente da CNPI, Maria Augusta Assirati, participam da 21ª reunião ordinária do Conselho Nacional de Política Indigenista (CNPI) e 2ª reunião da Mesa de Diálogo com os Povos Indígenas. 

Trabalho infantil. ‘Não quero fiscalizar trabalho em matadouros porque não aguento’. Entrevista com Marinalva Cardoso Dantas

“Já faz 20 anos que nós estamos combatendo o trabalho infantil. Até 2015 não será possível cumprir a meta de erradicar o trabalho infantil no Brasil, porque se em 20 anos ainda não conseguimos, como em um ano e meio vamos conseguir?”, diz a auditora fiscal do trabalho.

Novo vazamento de água altamente radioativa chama atenção para ameaça nuclear em Fukushima

Na ruína nuclear de Fukushima, no nordeste do Japão, voltou a ocorrer vazamento em mais um tanque contendo água altamente radioativa, na noite desta quarta-feira (02/09). Segundo declarou um porta-voz da Tepco, a operadora da usina termonuclear de Fukushima, é possível que cerca de 430 litros tenham escoado para o Oceano Pacífico.

Projeto da FAU/USP propõe aproveitar hidrovias que cercam 14 cidades da região metropolitana de São Paulo

A navegação fluvial – que está entre os sistemas de transporte mais baratos e limpos que existem – é pouco praticada quando comparada a outros meios de locomoção no Brasil. Pensando num futuro em que o transporte rodoviário estará cada vez mais sobrecarregado em metrópoles como São Paulo, o Grupo Metrópole Fluvial da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP desenvolveu um projeto para a construção de um hidroanel na região.

Além da escassez, há um ‘nó’ na governança hídrica que poderá acirrar os conflitos no planeta

Embora desde os séculos 17 e 18 existam experiências de utilização conjunta de bacias hidrográficas por diferentes países e regiões, foi a partir dos anos 1930 que algumas comunidades da França e da Espanha iniciaram pioneiramente a gestão de seus recursos hídricos segundo o modelo de bacias hidrográficas. Em 1964, o governo francês efetivamente dividiu as águas do país em seis grandes bacias.

Como o trânsito inferniza até a vida das abelhas

Asma, bronquite, doenças cardiovasculares…A conta que o corpo humano paga por causa do trânsito carregado nas grandes cidades é velha conhecida da Ciência. Mas não são apenas as pessoas que padecem com a poluição do ar. Um novo estudo indica que a queima de combustíveis fósseis, especialmente do diesel, inferniza também a vida das abelhas.

Impacto de mudanças climáticas preocupa pesquisadores do Pará

Pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA) estão preocupados com o impacto das mudanças climáticas nas comunidades tradicionais da amazônia. Segundo a professora Oriana Almeida, do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA), vários moradores do Pará e Amapá percebem mudanças no nível dos rios em localidades como Ponta de Pedras e Abaetetuba.

Brasil precisa investir R$ 6,7 bilhões para dar fim adequado a resíduos sólidos, diz associação

O Brasil precisa investir R$ 6,7 bilhões para, de forma adequada, coletar todos os resíduos sólidos e dar fim a esse material em aterros sanitários. O dado foi divulgado na quinta-feira (3) pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

Ecossistema marinho está ameaçado por ‘combinação mortal’, diz estudo

Os oceanos do mundo estão diante de uma ameaça maior do que se supunha anteriormente, proveniente de um “trio mortal” composto por aquecimento global, nível de oxigênio em declínio e acidificação, informou um estudo internacional divulgado nesta quinta-feira (3).

Pesquisadores levam raios para a tela do cinema

O funcionário aposentado do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) José Vicente Moreira voltava do trabalho para casa de bicicleta, em uma tarde chuvosa em São José dos Campos, no início dos anos 1990, quando um raio caiu sobre uma árvore. Em seguida, o raio atingiu uma cerca elétrica e, depois, foi na direção de Moreira, partindo a bicicleta ao meio e o arremessando a uns dez metros de distância.
quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Polêmica do "tratamento gay" desvia o foco na Câmara de Vereadores de Florianópolis

O vereador Deglaber Goulart, líder do PMDB na Câmara da Florianópolis, foca o terceiro mandato nas causas homossexuais. De 2005 até 2012, ele não protocolou nenhuma proposta com referência ao assunto. Porém, em 2013 já foram três projetos. O último prevê a garantia de tratamento aos que descreve como “portadores de patologia”. Nos bastidores, surge como real intenção de Deglaber atacar o colega Tiago Silva (PDT), defensor da população gay e do fim dos esquemas de táxi na Capital. O desvio de foco dos desdobramentos da CPI também é especulado.

Depressão pode ser considerada doença ocupacional

Tristeza, desânimo, falta de motivação, alterações no sono. Segundo especialistas, esses são alguns sintomas da depressão, doença que afeta profundamente a qualidade de vida do indivíduo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença é uma das mais frequentes na população mundial, sendo uma das maiores questões de saúde pública atualmente.

Biomassa pode garantir 13% da geração de energia do país

A biomassa é hoje uma das grandes alternativas para produção de energia limpa e renovável. Somente o bagaço de cana-de-açúcar tem um potencial de geração de eletricidade superior a 1,5 milhão de quilowatts/ano. Os números mostram maior potencial se levarmos em conta que, das 440 usinas de cana de açúcar em atividade no Brasil, apenas 100 usinas produzem eletricidade para o sistema elétrico nacional. Segundo o Instituto Acende Brasil, os canaviais existentes no Brasil poderiam gerar cerca de 14 milhões de quilowatts/ano.

Peixes indicam metais pesados no Ibirapuera e Tietê

Análises do sangue e do fígado de tilápias-do-nilo que habitam as águas do lago do Parque Ibirapuera e do Paque Ecológico do Tietê revelam altos níveis de exposição a metais pesados, como mercúrio, cádmio e chumbo. A pesquisa realizada pela médica veterinária Maria Eugenia Carretero, na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP, encontrou contaminantes nos peixes em proporções que não são detectadas na análise da água. O trabalho recomenda a utilização das tilápias como bioindicadores da poluição ambiental.

"Esconder o racismo não o faz ir embora"

“O governo queria que esperássemos, mas éramos jovens e impacientes. Esperamos centenas de anos após o fim da escravidão.” Assim Ericka Huggins, professora universitária e socióloga, hoje com 64 anos, definiu sua militância quando era jovem no Partido dos Panteras Negras (em inglês, BPP – Black Panther Party), nos Estados Unidos. Ericka esteve recentemente no Brasil, onde visitou diversas universidades e escolas para relatar sua história de vida e trajetória no movimento negro estadunidense nos anos 1960 e 1970.

Os indígenas do Brasil e o seu dia a dia na capital, artigo de Francisco Vorcaro

 
Índios fazem protestos na Esplanada dos Ministérios. A manifestação faz parte da semana de Mobilização Nacional Indígena, que reúne representantes de etnias de todo o país para chamar a atenção da sociedade sobre as violações de direitos das comunidades. Foto de Valter Campanato/ABr.

Amazônia: uma fronteira volátil, artigo de Antônio Cláudio Rabello

RESUMO

O artigo procura construir uma abordagem teórica para se pensar a fronteira amazônica e suas atuais perspectivas, quando a discussão sobre desenvolvimento e sustentabilidade ambiental a colocam na ordem do dia. Partindo da análise de outras formulações acerca da fronteira amazônica e do processo de expansão sobre a mesma no final dos anos 1960, procuramos identificar as contribuições e os limites do conceito de fronteira adotado pelos autores. Mais do que identificar as ações sobre uma região de fronteira, buscamos teorizar sobre a construção do conceito, demonstrando que o mecanismo que constrói a fronteira e denomina uma região enquanto tal é um mecanismo de poder.

Lago assassino transforma animais em estátuas


A natureza pode ser feia e assustadora, como prova o Lago Natrão, no norte da Tanzânia. Essa porção de ‘água assassina’ alcança temperaturas de 60 ºC, e seu pH vai entre 9 e 10.5. O nome vem do natrão, composto a base de carbonato de sódio e bicarbonato de sódio, proveniente das cinzas vulcânicas de um vale na região. As informações são da New Scientist.

Conama promove debate sobre licenciamento ambiental no Brasil

Nesta terça-feira (02), o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) realizou, na sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Brasília, o “Seminário sobre licenciamento ambiental: da Resolução 01/86 aos dias atuais”. O evento foi coordenado pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que destacou a importância dos diferentes atores dialogarem sobre os desafios e apresentarem soluções para aprimorar o licenciamento.

Campanha Humanitária transforma palavras em donativos para países pobres

Desde o dia 19 de agosto, data em que é comemorado o Dia Mundial da Ação Humanitária, está nas redes sociais a campanha promovida pela ONU “O Mundo precisa de mais…”, que possui a intenção de transformar as palavras das pessoas em realidade e estimular a maior participação de pessoas no projeto, principalmente aqueles conhecidos como “ativistas de sofá”. A partir da criação do primeiro mercado de palavras do mundo se torna possível que marcas, organizações e indivíduos patrocinem um vocábulo e juntem os fundos necessários para ajudar operações humanitárias no mundo.

Financiando a aparência da felicidade

Muito interessante e oportuno o discurso proferido por Jose Alberto “Pepe” Mujica, presidente do Uruguai, na 68° Assembleia Geral da ONU (em 24/09/13): “A humanidade sacrificou os deuses imateriais e ocupou o templo com o deus mercado, que organiza a economia, a vida e financia a aparência da felicidade. Parece que nascemos só para consumir e consumir. E quando não podemos, carregamos a frustração, a pobreza, a autoexclusão”.

Comer para viver ou para morrer?

Uma das perguntas mais frequentes que ouço dos meus pacientes é “o que devo comer?”. Você pode pensar que o seu médico é capaz de ajudar no sentido de orientar sobre a melhor dieta para o seu caso, mas na grande maioria das vezes a resposta não é satisfatória. A maioria dos médicos se desinteressa a respeito do tema DIETA e não ajuda nas escolhas alimentares que possam beneficiar os pacientes e frequentemente são desinformados no que diz respeito à alimentação saudável.

Quem tem medo de Marina? artigo de Montserrat Martins

Inédito na história política do país, duas mulheres dividem a preferência em todas as pesquisas de opinião para a presidência: Dilma e Marina. Também inédito, a candidatura de uma delas depende do registro do partido que expressa suas ideias, a Rede Sustentabilidade (com julgamento previsto no TSE a partir de 01 de outubro). 

Aquecimento global e mudanças climáticas extremas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

 
Existem pessoas que ignoram os desastres ambientais causados pelos seres humanos e não acreditam no aquecimento global. Mas segundo os cientistas do National ClimaticData Center (NOAA/USA), a temperatura média global sobre superfícies terrestres e oceânicas para agosto 2013 ficou empatado com o mesmo mês de 2005, como o quarto mais quente agosto desde manutenção de registros que começaram em 1880.

Privatização das águas e a desilusão dos pescadores artesanais. Entrevista com Elionice Sacramento

Com a privatização das águas, “não só os pescadores serão prejudicados, mas a sociedade de modo geral, porque vai haver um processo de diminuição da pesca artesanal”, adverte a integrante do Movimento dos Pescadores e Pescadoras artesanais.

Comissão aprova “Mais Médicos” com dispensa de registro por conselhos

Entre as principais modificações feitas pelo relator estão a transferência da responsabilidade de registro para o Ministério da Saúde e obrigatoriedade de revalidar o diploma após quatro anos no programa, além da avaliação de estudantes de medicina a cada dois anos.

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros